[1º] Movimento do Sol visto pela Terra* (por Ana Carolina Nunes)

QUEM SE MOVIMENTA EM TORNO DE QUEM ?

Nosso planeta realiza uma rotação completa de 360 graus em torno de si mesmo a cada 23 horas, 56 minutos e 4 segundos. Esse período é chamado de dia sideral porque é medido em relação às estrelas do céu profundo, que podem ser consideradas como pontos fixos de referência no espaço.

O período chamado de dia solar, de 24 horas, medido pelo relógios, corresponde ao tempo médio decorrido entre duas passagens consecutivas do Sol pelo meridiano de um observador fico na superfície da Terra. Esse período é 3 minutos e 56 segundos maior que o período do movimento de rotação e corresponde a um giro da Terra de um ângulo aproximadamente igual a 361 graus.

Se o movimento de translação da Terra não existisse, uma estrela distante que estivesse oculta atrás do Sol ficaria sempre lá, invisível, porque o alinhamento ESTRELA-SOL-TERRA seria eterno. Mas, quando observamos o céu, percebemos que uma estrela, que hoje esteja atrás do Sol, estará, dentro de seis meses, no ponto do céu que é o oposto do Alinhamento ESTRELA-SOL-TERRA para o alinhamento ESTRELA-TERRA-SOL, o que comprova a existência de um movimento extra, além da simples rotação. Após mais seis meses a partir daí, o alinhamento original se repete e a estrela novamente desaparece.

Se os planetas não girassem em torno do Sol, nós não poderíamos prever suas posições futuras pelo uso de equações que consideram a existência do movimento de translação. Mas tais previsões são feitas e os fenômenos sempre ocorrem exatamente como foram calculados. Portanto, os movimentos considerados existem. |Foram eles que deram origem às equações utilizadas hoje, porque planetas estáticos não necessitam de equações de movimento.

Um modelo de Sistema Solar com planetas imóveis não pode explicar o que vemos no céu. Dois planetas podem estar juntos em uma época do ano e muito separadas em outra. Esse movimento foi logo percebido pelos primeiros seres humanos curiosos, nossos antepassados distantes, no inicio da civilização , na aurora da inteligência humana , mas há cada vez mais pessoas no mundo que não o notam , mesmo sendo ele tão evidente a olho nu.

*Texto copiado de http://www.silvestre.eng.br/astronomia/polemicas/giradavino/. Nota reduzida.

Deixe um comentário

Arquivado em SESI.1A

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s